• Home
  • Produtores de café da China farão cultivos na América Latina

Mercado

Produtores de café da China farão cultivos na América Latina

  •   IMPRIMIR

Fontes da Federação da Indústria e Socialização do Café da província de Heilongjiang, no nordeste da China, anunciaram que seis unidades associadas à federação irão à Argentina para cultivar grãos de café e utilizarão tecnologia de torra do Brasil para criar uma marca de café chinesa.

De acordo com o presidente dessa federação, Di Guochen, “com a chegada das cafeterias dos Estados Unidos, Europa e Coreia a Harbin, capital da província de Heilongjiang, a cidade se converteu nos últimos anos em uma cidade de cultura de café”.

Durante os últimos três anos, mais de 400 cafeterias se estabeleceram em Harbin e o volume de consumo de café alcançou 60 toneladas no mês.

“Atualmente, a maioria dos grãos de café no mercado nacional provém das províncias de Yunnan e Hainan, ambas localizadas no sul da China, enquanto que há falta de grãos de café de alta qualidade. Normalmente, o melhor período para provar café é mais ou menos sete dias após a torra e se a federação cultiva café na América Latina e torra em Harbin, os cidadãos chineses não somente poderão provar o café mais original e barato com uma melhor qualidade, mas também, converterá Harbin em um centro de negócios de grãos de café na China após as províncias de Yunnan e Hainan”.

Até o momento, a federação chegou a um acordo de intenção de inspeção com uma fazenda de 400 hectares na província argentina de Río Negro, segundo o qual se cultivarão grãos de café na Argentina e se estabelecerá uma fábrica de torra em Harbin onde se introduzirá a tecnologia brasileira para criar a marca de café chinesa.

Espera-se que os produtores chineses de café possam armazenar em uma zona franca os grãos cultivados na Argentina depois de seu transporte a Harbin.

Tomar café constitui uma tradição para a Rússia, Japão e Coreia, países vizinhos com a China. No entanto, esses países não cultivam café e, por isso, a cidade de Harbin aproveitará a oportunidade para fomentar a exportação de café nesses países com o fim de impulsionar o desenvolvimento do setor na China.

As informações são da Xinhua/ Tradução por Juliana Santin

 

Fonte: Cafepoint

COOABRIEL
Cooperativa Agrária dos Cafeicultores de São Gabriel
SEDE ADMINISTRATIVA
Avenida João XXIII, Nº 08 - Centro, São Gabriel da Palha - ES
[email protected]
(27) 2158-1000

Desenvolvido por: