• Home
  • Conhecimento e interatividade nos dias de campo da Cooabriel

Acontece

Conhecimento e interatividade nos dias de campo da Cooabriel

  •   IMPRIMIR


Com o objetivo de ampliar o conhecimento de grupos de produtores sobre assuntos que impactam na produção do café conilon e a rentabilidade na atividade, a Cooabriel realizou nesta terça-feira (10/04) e quarta-feira (11/04) dois dia de campo. Um na região de Sobradinho em Boa Esperança-ES e outro no córrego Devens, em Jaguaré-ES, reunindo nos dois eventos, que contou com apoio da Yara, Oxiquímica e Syngenta, perto de 150 pessoas, entre sócios da cooperativa, outros produtores e técnicos.

Foram debatidos três temas: Influência da colheita na qualidade e rendimento do café, com o Eng° Agrônomo Consultor Técnico (Cooabriel), Gilberto Monteiro Tessaro; A Importância da análise de solo e folha para um bom resultado na adubação, com André Lucas Siqueira – Engº Agrº – Analista Técnico Comercial (Yara); e Manejo de ferrugem e morte súbida de galhos no cafeeiro conilon, com Dr. Laércio Zambolim – Professor Titular do Deptº de Fitopatologia UFV (Universidade Federal de Viçosa).

O coordenador técnico da Cooabriel, engenheiro agrônomo, Perseu Fernando Perdoná, disse que os eventos foram muito bons e contou com grande participação dos produtores. “Os produtores questionaram e interagiram com os palestrantes em cada tema. Apresentaram dúvidas, sobre a mortalidade de galhos, a questão da preocupação com os prejuízos devido à colheita de café verde, as dúvidas sobre a contaminação por maus hábitos no processamento do café, perguntas sobre coletas de folhas, solo. Foram palestras muito esclarecedoras e vimos os produtores e nossa equipe muito satisfeita” – destacou.

Nossa equipe ouviu alguns produtores, que falaram sobre o evento e sua importância. É o caso do Sr. Pabulo Leite Machado, que falou do seu prazer em estar junto com a Cooabriel participando do dia de campo. Destacou, principalmente, as orientações sobre a influência da colheita no rendimento do café. “Foram palestras muito importantes, mas a que eu vou levando mesmo em prática, foi sobre a colheita do café.  A gente passa o ano inteiro trabalhando com o café, mexendo com o café, cuidando, para chegar na hora, colher um café com 60%, 40% verde. A perca com isto é muito grande, dá café miúdo, queimado. Você pode esperar uns 30 dias a mais. Então é muito importante o produtor se conscientizar em panhar café totalmente maduro. Não adianta panhar grãos verdes pois é um prejuízo enorme”- pontuou.

O Sr. Claudenilso da Silva Medina, disse que o evento é uma oportunidade de conhecimentos diferenciados: “Oportunidade de conhecer coisas diferentes, e aprendendo bastante para com certeza, aplicar na propriedade. Já ando fazendo muita coisa, através da cooperativa, mas em evento deste a gente vai conhecendo mais. Foi muito importante.”

Para o produtor, Sr. Valdicinei de Assis Mattusoch, os conhecimentos adquiridos durante as palestras, serão levados no dia a dia e possibilitam melhorarias na atividade. Ele resumiu alguns pontos que considerou relevantes: “O que levo hoje, é que na parte do Dr. Laércio, sobre o problema da morte súbita dos galhos, é que a gente deve fazer um controle após a poda com óxido de cobre e óleo queimado. Na parte de nutrição, com o André, que mostrou que o nitrato de cálcio ajuda na floração e no pegamento dos frutos e da importância de fazer a análise de solo para uma boa recomendação técnica. Com o Gilberto, ele mostrando como devemos fazer para ter um bom grão, para não ter perda de valor nos grãos tanto na colheita, quanto na pilagem para não perder qualidade nos frutos”.

O Sr. Juarez da Silva Júnior, disse que saiu com entendimento sobre as várias dúvidas que tinha em assuntos tratados nos temas – “O encontro foi muito produtivo em termos de informação para gente que trabalha com o café. Trouxe bastante informações para a gente conduzir as lavouras, na questão das doenças, da praga que consome a lavoura e que dá tanto prejuízo ao produtor. Em relação a parte de análise, todo ano faço a de solo, mas a de folha nunca fiz e vi que é importante, vou tentar fazer para ter uma informação mais completa do que precisa ser feito em termos de nutrição da planta”.

O Sr. Rogério Rondelli Alves, disse que o evento foi muito bom e produtivo e uma oportunidade de se ter mais conhecimento. Fez observações sobre nutrição e qualidade do grão, pontuando: “A gente acaba ficando nas propriedades com a mente fechada e você vindo aqui, passa a ter o conhecimento e o aprendizado de pessoas competentes. Falaram sobre o manejo, como você está tirando sua análise de solo. Você tirando uma análise de solo errada, acarreta muitos prejuízos durante o ano. Sobre adubação, uma linha muito boa de adubação da Yara que está aí e às vezes a gente não tinha o conhecimento. Teve também uma explicação muito boa sobre a qualidade do nosso café, e que as vezes a gente deixa a desejar achando que não vamos ter prejuízo sobre isto, mas acaba que temos prejuízo muito grande na finalização-escoamento da safra, que as vezes é o ponto essencial e que acabamos deixando a desejar. Venho falar que quem não participou deste dia de campo, perdeu muitas oportunidades de aprender várias coisas”.

“O dia de Campo é um evento importante para levar ao produtor, conhecimentos de assuntos para ele aplicar em seu dia a dia, na propriedade. Foi muito especial, onde o produtor teve condições de aprender muita coisa nos três temas e também mostrar a importância que tem a Cooabriel na região, no incentivo à produção de um café cada vez mais sustentável”, avaliou o consultor técnico da Cooabriel, Solimar Marcos Bolsanelo.

 

Proprietário da localidade do evento em Boa Esperança, o Senhor, José Alves de Souza, expressou sua satisfação, falando que as portas estão abertas para a realização do dia de Campo da cooperativa.Achei muito importante o dia de campo. Nossa cultura do café é pouca e precisa de gente mesmo para orientar. A porta está sempre aberta para este evento”.

O Gerente Corporativo Comercial e Técnico da Cooabriel, Carlos Augusto Pandolfi, avaliou que o dia campo, além de ser um eficiente instrumento de difusão de tecnologias, configura como um grande espaço de interação dos agricultores com especialistas de temas gerais. “É um ambiente que oportuniza a socialização de experiências. Nestes eventos há uma grandiosa troca de conhecimentos e todos aprendem juntos, pelas novas perspectivas que se abrem”. Disse que em breve, a Cooabriel estará realizando novos dias de campo, com a participação de novos parceiros. “No sul da Bahia, estamos formatando dois dias de campo, que deverão acontecer próximos às unidades da Cooabriel em Teixeira de Freitas e Camacan, e também teremos outros no Espírito Santo. O sucesso destas realizações, é fruto do empenho das equipes, dos temas interativos e das boas parcerias” – finalizou.

COOABRIEL
Cooperativa Agrária dos Cafeicultores de São Gabriel
SEDE ADMINISTRATIVA
Avenida João XXIII, Nº 08 - Centro, São Gabriel da Palha - ES
[email protected]
(27) 2158-1000

Desenvolvido por: