• Home
  • Colheita da safra brasileira de café atinge 16%

Mercado

Colheita da safra brasileira de café atinge 16%

  •   IMPRIMIR

A colheita de café da safra brasileira 2019/20 está em 16% até o dia 21 de maio.

Fábio Rubenich Café

Porto alegre, 24 de maio de 2019 – O número faz parte do levantamento semanal de SAFRAS & Mercado para a evolução da colheita da safra. Na semana anterior, o índice era de 10%. 

Tomando por base a estimativa de SAFRAS para a produção de café do Brasil em 2019/20, de 58,9 milhões de sacas de 60 quilos, é apontado que foram colhidas 9,51 milhões de sacas até o dia 21 de maio.

A colheita está adiantada em relação ao ano passado, quando 11% da safra estava colhida neste período. Os trabalhos também estão adiantados frente à média dos últimos 5 anos, de 15%. 

Segundo o consultor de SAFRAS & Mercado, Gil Barabach, “a colheita de café no Brasil ganha mais ritmo, apesar das chuvas”. No conilon, a chuva atrapalhou os trabalhos no Espírito Santo, mas deu uma trégua e beneficiou o andamento em Rondônia, indicou o consultor. Assim, já foram retirados dos pés 30% da produção 19/20, estimada em 18,20 milhões de sacas de 60 kg. O percentual colhido está bem acima de igual período do ano anterior (19%) e ligeiramente abaixo da média de 5 anos (31%). 

No caso do arábica, a colheita também está mais acelerada, avalia, mesmo com a umidade elevada. Já foi colhida 10% da produção de arábica nacional, projetada em 40,70 milhões de sacas. O ritmo dos trabalhos está ligeiramente acima de igual período do ano passado (9%) e também com a média de 5 anos (9%). 

USDA

O adido do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) no Brasil apontou que a safra brasileira de café 2019/20 (julho/junho) deverá ficar em 59,3 milhões de sacas de 60 quilos, com queda de 8,5% contra a safra de 2018/19, indicada em 64,8 milhões de sacas.

A safra de arábica de 2019/20 está apontada em 41,0 milhões de sacas, com diminuição de 14,9% contra 2018/19, colocada em 48,2 milhões de sacas. Já a produção de robusta (conilon) está estimada em 18,3 milhões de sacas em 2019/20, com aumento de 10,2% contra 2018/19, colocada em 16,6 milhões de sacas. 

A produção 2018/19 foi revisada para cima pelo adido, já que antes o USDA trabalhava com uma safra total brasileira de 64,3 milhões de sacas, sendo 46,9 milhões de sacas de arábica e 16,5 milhões de robusta. 

O adido prevê exportações totais de 36,820 milhões de sacas em 2019/20 (julho/junho), com declínio de 7,3% sobre 2018/19, quando os embarques foram indicados em 39,720 milhões de sacas. 

O consumo interno brasileiro, segundo o adido do USDA, deverá ficar em 23,530 milhões de sacas em 2019/20, com aumento de 1,4% contra 2018/19 (23,2 milhões de sacas). 

Os estoques finais de café do Brasil em 2019/20 deverão ficar em 2,879 milhões de sacas, com queda de 25,5% contra 2018/19 (3,864 milhões de sacas). 
Lessandro Carvalho ([email protected]) / Agência SAFRAS

COOABRIEL
Cooperativa Agrária dos Cafeicultores de São Gabriel
SEDE ADMINISTRATIVA
Avenida João XXIII, Nº 08 - Centro, São Gabriel da Palha - ES
[email protected]
(27) 2158-1000

Desenvolvido por: